O que é Incontinência Urinária?

Segundo a Sociedade Internacional de Continência, a incontinência urinária é definida como: qualquer tipo de perda involuntária de urina, exceto em crianças menores de 5 anos.Essa disfunção afeta mais as mulheres, mas também pode acontecer nos homens. Segundo a Organização Mundial da Saúde é considerada um problema de saúde pública.

A incontinência urinária é classificada em 3 tipos:

  • Incontinência de esforço – onde a perda de urina acontece após o esforço, geralmente ligada ao aumento de pressão intra-abdominal, como tosse, espirro, gargalhada e exercício físico.
  • Incontinência de urgência quando há perda de urina acompanhada ou pouco antes de forte desejo de urinar.
  • Incontinência do tipo mista que pode ter esforço e urgência associados.

Na maioria dos casos a incontinência urinária começa com a perda de algumas gotinhas de xixi durante o esforço, tosse, espirro ou gargalhada, e a tendência é que o fluxo da perda piore com o tempo, fazendo necessário o uso de protetores, como absorventes ou de fraldas.O aumento da frequência da perda urinária gera um stress e um desconforto, levando muitas vezes a pessoa a diminuir suas atividades de lazer e até mesmo se isolar do convívio social por vergonha ou medo de perder xixi em público.

A incontinência urinária atinge mais da metade das mulheres adultas e está aparecendo cada vez mais entre as mulheres mais jovens, que infelizmente, por constrangimento ou por pensarem ser normal, são poucas as que procuram tratamento.

Nos homens esta patologia é mais associada à cirurgia do câncer da próstata (prostatectomia), mas também pode ser consequência do envelhecimento.

Por que a musculatura do assoalho pélvico (MAP) enfraquece?

Vários são os fatores responsáveis pelo enfraquecimento da MAP, e o principal deles é a idade pela diminuição do tônus muscular e da reposição de hormônios. Mas outros fatores importantes que devemos considerar são:

  • Situações que aumentam a pressão intra-abdominal, como tossir, espirrar, rir, levantar objetos pesados, praticar alguns esportes de alto rendimento, musculação, etc
  • A gestação que gera sobrecarga, pelo peso do bebê e da placenta, principalmente no terceiro trimestre
  • O parto, tanto vaginal quanto cesáreo que é um grande causador de lesões do assoalho pélvico
  • Algumas cirurgias ginecológicas
  • Cirurgias de próstata e andropausa
  • Menopausa

Além desses fatores, algo que devemos dar mais ênfase é a falta de conhecimento dessa musculatura e da importância em exercitá-la. A maioria das pessoas nunca ouviu falar em assoalho pélvico e sua função, e por esse motivo não se preocupam em fortalecê-la.

Se as pessoas tivessem um conhecimento melhor sobre a importância do MAP, com certeza teríamos menos casos de incontinência urinária ou fecal, e de prolapsos urogenitais.

Importância do Pilates na Incontinência Urinária.

Uma das técnicas que vem ganhando destaque no tratamento e prevenção da incontinência urinária é o Pilates, pois seus principais objetivos são ganho de coordenação, força, flexibilidade, equilíbrio e resistência.

Durante a realização dos exercícios devemos exigir que a ativação do “powerhouse” (que inclui a musculatura do assoalho pélvico) seja constante, fazendo com que os efeitos acima mencionados, sejam potencializados.

Outro benefício que o Pilates oferece é o treino da respiração associada ao movimento, princípio que deve ser incansavelmente monitorado, evitando a Manobra de Valsalva (ato de “prender o ar” durante os exercícios).

Essa manobra aumenta a pressão intrabdominal e gera maior sobrecarga ao assoalho pélvico, o levando a fadiga mais rapidamente e tendo como consequência a perda da capacidade de manutenção da contração.

É importante ressaltar que todos os exercícios de Pilates devem ser orientados por um profissional capacitado, que realize uma avaliação prévia de seu paciente para que possa assim elaborar um plano de tratamento mais eficaz.

 

Matéria replicada do Site :http://blogpilates.com.br/pilates-tratamento-incontinencia-urinaria/

 

Pin It on Pinterest

Share This
× Como posso te ajudar?